Home 10 BRASIL & MUNDO 10 Centrais Sindicais marcam greve geral para o dia 31 contra terceirização

Centrais Sindicais marcam greve geral para o dia 31 contra terceirização

Em protesto contra a aprovação do Projeto de Lei (PL) 4.302/1998, de autoria do Executivo, que libera a terceirização para todas as atividades das empresas, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos trabalhadores (UGT) e outras convocam a classe trabalhadora para uma “Greve Geral” no próximo mês de abril.

No dia 31 de março, será realizado o Dia Nacional de Mobilização. Em nota oficial, a CUT afirma que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), pressionado pelas centrais sindicais, havia se comprometido em 13 de março passado a suspender a votação do PL 4302 por pelo menos 30 dias, para que o debate sobre a terceirização pudesse ser feito em toda a sua dimensão.

“Num verdadeiro “passa moleque”, o presidente da Câmara não honra o compromisso assumido com as centrais e submete a voto um PL que é, na prática, uma mini-reforma trabalhista regressiva que permite a terceirização de todos os trabalhadores e todas as trabalhadoras, atacando todos os seus direitos como férias, 13º Salário, jornada de trabalho, garantias de convenções e acordos coletivos”, protesta a CUT, maior central do Brasil. Mesmo sob forte protesto da oposição, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem (22) o projeto por 231 votos a favor, 188 contra e 8 abstenções.

A base aliada do Governo Michel Temer conseguiu ressuscitar o texto, proposto há 19 anos pelo Governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e já aprovado no Senado. A nova lei deve seguir para sanção do presidente Temer.

Check Also

Reforma trabalhista prevê que férias possam ser determinadas pela empresa

Reforma trabalhista prevê que férias possam ser determinadas pela empresa

O período de férias do trabalhador poderá ser determinado pelo empregador com antecedência mínima de …

Comentários pelo Face:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *