Home 10 News 10 Vereador joga microfone em janela e quebra vidraça da Câmara de Buerarema

Vereador joga microfone em janela e quebra vidraça da Câmara de Buerarema

Um vereador jogou um microfone em uma janela e quebrou uma vidraça da Câmara de Vereadores de Buerarema, no sul da Bahia, durante uma discussão com o presidente da Casa na noite de terça-feira (11).

O caso foi registrado na delegacia da cidade. O vereador Wagner Sobrinho (PSL) ficou insatisfeito com uma norma que passou a ser aplicada na casa, que determina que seja feita inscrição pelos vereadores para que tenham acesso à fala durante as sessões.

Apenas uma vereadora se inscreveu para falar na terça-feira. Depois de encerrada a sessão, Wagner discutiu com o presidente da casa e arremessou o microfone na janela, quebrando a vidraça. O presidente da Câmara, Renan Gomes, diz ter avisado aos vereadores que ia passar a aplicar a norma, mas Wagner não se inscreveu e, ainda assim, queria falar na sessão. “Eles devem se inscrever para ter acesso a fala. A gente está fazendo cumprir o regimento, porque antes era feito aleatoriamente. Conversei com todos eles [vereadores] e disse que ia fazer valer o regimento. Quando encerrei a sessão, ele partiu para cima da mesa e atirou o microfone, quebrou a vidraça e saiu. Chamei a Polícia Militar para fazer ocorrência e me orientaram que fosse a Polícia Civil para registrar”, afirmou.

Já o vereador Wagner diz que o presidente da Casa deveria ter publicado um decreto para que a norma passasse a ser aplicada. “Mas nada disso foi feito. Ele não avisou de forma nenhuma. Eu estava com microfone, e para não ‘meter’ na cara dele [presidente da Câmara], eu preferi, no momento de raiva, executar o microfone. Se for preciso, eu faço de novo”, disse o vereador do PSL. O caso foi registrado em boletim de ocorrência na delegacia da cidade como dano ao patrimônio público. Segundo a Polícia Civil, o vereador Wagner Sobrinho ainda será ouvido. *Nota do G1/BA

Check Also

Polícia Civil realiza grande operação em Vitória da Conquista

A Polícia Civil, através da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes – DTE, com o apoio …

Comentários pelo Face:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *