Home 10 Bahia 10 Encontro sobre cacau marca renovação do setor na Bahia

Encontro sobre cacau marca renovação do setor na Bahia

O cacau da Bahia vive um novo ciclo histórico. Agora, inclusão social e técnicas de sustentabilidade são ingredientes obrigatórios dos diversos produtos fabricados a partir do fruto, entre eles o chocolate e cosméticos.

A preservação da Mata Atlântica e o tratamento digno aos pequenos agricultores familiares envolvidos na indústria ganham importância primordial. Com a finalidade de agregar e proporcionar o diálogo entre todos os agentes da cadeia produtiva, será realizado nesta terça-feira, 21, no Hotel De Ville, em Salvador, a partir das 9 horas, o encontro Bahia Cacau 2035.

Serão lançados o Sistema e Arranjo Produtivo Local (APL) do Cacau e Chocolate, uma carta aberta, uma portaria para beneficiar produtores do cacau cabruca e um plano de trabalho. Além disso, haverá uma loja de degustação com 40 marcas de chocolate produzidos as partir da nova filosofia e apresentada a Rota Turística do Cacau. Diversas palestras formarão um panorama do fruto no Brasil e no mundo, com representantes do governo estadual e federal, institutos de pesquisa e indústria, e convidados com atuação internacional.

“A indústria do cacau renasce renovada. Há espaço para produtores de todos os tamanhos, em um mercado praticamente inesgotável. Esse evento proporcionará uma troca de experiências que certamente ajudará a melhorar a qualidade do setor em vários aspectos”, diz Jaques Wagner, secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia.

O Governo do Estado tem consciência da importância dessa cadeia produtiva para a economia baiana e nacional, o turismo, a indústria e para a sustentabilidade ambiental. “Em 2017, o Governo participou do Festival do Chocolate, em Ilhéus, com mais de 30 marcas de chocolate, e no Salon du Chocolat, em Paris. Além das chamadas de Ater, da Bahiater, também tivemos o edital do Bahia Produtiva, com R$10 milhões direcionados para a cadeia do cacau, principalmente no pós-colheita, atendendo à necessidade de investir mais na qualidade da amêndoa e do fruto; esse fórum que é a nossa tentativa de organizar a agenda do cacau nos próximos 20 anos”, explica o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues.

Até o final do ano, a SDR pretende fortalecer ainda mais a cadeia do cacau com o evento Bahia Rural Contemporânea, através da Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Febafes).

Um importante pleito dos agricultores será atendido, com a assinatura da portaria conjunta Sema/Inema que amplia a autorização do manejo da cabruca (AMC), promovendo mais desenvolvimento e mantendo a preservação do bioma nativo da Mata Atlântica.

Durante o turno da tarde, cinco grupos técnicos irão elaborar um plano de trabalho para construir políticas públicas eficazes para o segmento, com a participação do setor público, privado, universidades, centros de pesquisa e terceiro setor.

 

Check Also

Bahia: Mulher morre após receber descarga elétrica enquanto estendia roupa em varal

ma mulher morreu após sofrer descarga elétrica enquanto estendia roupa, na cidade de Belo Campo, …

Comentários pelo Face:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: