Conecte-se conosco

GIRO DE NOTÍCIAS

Seis testemunhas são ouvidas no 1º dia de audiência do caso New Hit

Publicado

em

Audiência de instrução acontece até quarta-feira (20), em Ruy Barbosa.
PM e ginecologista prestaram depoimento; adolescente chegou com mãe.

músicos da banda new hit chegam em fórum
(Foto: Imagem / TV Bahia)

Seis testemunhas de acusação prestaram depoimento durante esta segunda-feira (18), no Fórum Edgar Mendes de Quintela, na cidade de Ruy Barbosa, em uma audiência de instrução presidida pela  juíza Márcia Simões.

Integrantes da banda de pagode New Hit são suspeitos de estupro contra duas adolescentes de 16 anos. O caso ocorreu no dia 26 de agosto de 2012, após um show em uma micareta de Ruy Barbosa.

A última pessoa a ser ouvida nesta segunda foi um dos músicos da banda. Ele encerrou seu depoimento por volta das 21h30. Na terça-feira (19), as demais testemunhas de acusação e de defesa e a outra adolescente que teria sido violentada serão ouvidas.

Audiência
Durante esta segunda-feira, uma das adolescentes que fizeram a denúncia foi interrogada pela promotora de Justiça que pede a condenação dos suspeitos. O depoimento dela durou cerca de três horas. A garota chegou ao fórum acompanhada da mãe, de uma representante do Programa de Proteção (PPCAM) e da advogada do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca).

Dois policiais militares e a ginecologista responsável pelo laudo médico estão entre as testemunhas ouvidas. Uma mulher, cuja função no caso ainda não foi divulgada, também prestou depoimento durante a manhã. No total, 14 testemunhas de acusação e 32 de defesa devem ser ouvidas pela juíza, em três dias de audiências, que acabam na quarta-feira (20).

Os advogados dos réus chegaram a solicitar a impugnação do depoimento da ginecologista, que confirmou o desvirginamento de uma das vítimas durante a investigação, mas a juíza não acatou o pedido e deu prosseguimento ao relato.

Protesto
Os integrantes da banda chegaram em Ruy Barbosa acompanhados por advogados e foram recebidos por manifestantes da Marcha Mundial das Mulheres. De acordo com Cléber Andrade, advogado de parte da banda, das 32 testemunhas indicadas por ele, 4 residem no município de Ruy Barbosa e as outras são residentes de Salvador e Lauro de Freitas.

Duas testemunhas estão marcadas para serem ouvidas no dia 5 de junho, mas, de acordo com a promotora Marisa Jansen, responsável pelo caso, a finalização do processo pode ser determinada ainda esse mês e sem as duas testemunhas serem ouvidas. “A juíza pode entender que há provas substanciais e assim, determinar a pena”, afirmou a promotora. (G1 Bahia)

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário

Notícias da Semana

Copyright © 2021 Ubaitaba.com. Uma empresa do grupo Comunika