Home 10 Itabuna 10 Ministério Público de Itabuna entra com ação para investigar possíveis irregularidades no atual governo

Ministério Público de Itabuna entra com ação para investigar possíveis irregularidades no atual governo

O Ministério Público Estadual instaurou procedimento com o propósito de investigar a prática de nepotismo na cidade de Itabuna  por parte do atual prefeito,  Fernando Gomes.

No dia 09 de Janeiro foi expedido, pela Promotoria de Justiça, ofício 002/2017 ao Prefeito Fernando Gomes, bem como ao Procurador Geral, Luiz Fernando  Guarnieri e ao Presidente da Câmara de Vereadores, Chico Reis.
Ministério Público de Itabuna entra com ação para investigar possíveis irregularidades no atual governo
No Ofício o promotor concede o prazo de dez dias para que seja enviada à Terceira Promotoria de Justiça de Itabuna a relação das pessoas contratadas pela atual gestão e pela Câmara de Vereadores que possuem vínculos com o Prefeito, vice Prefeito, secretários municipais e vereadores.
Também foi instaurado procedimento para investigar em quais circunstâncias o carnaval previsto para acontecer nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro, será realizado.
Segundo o ofício, o Prefeito, o Procurador Geral do Município e o Presidente da FICC, Daniel Garcia Moreno de Souza Leão, terão que, em um prazo também de dez dias, esclarecer informações referentes aos valores dos restos a pagar deixados pelo ex Prefeito, Claudevane Leite, e relatar os gastos previstos para a realização do carnaval como,  as despesas com a festa do Rei Momo, os editais de licitações para os gastos e contratações com montagem de palcos, trios elétricos, sonorização, iluminação, segurança, limpeza e publicidade, além da cópia do ato administrativo que decretou estado de emergência do município.
Nesta segunda-feira (16) foram instaurados mais dois procedimentos investigativos na Promotoria de Justiça de defesa ao Patrimônio Público e Moralidade Administrativa; um que visa investigar o contrato entre a Prefeitura e  a empresa responsável pela limpeza da cidade, a BIO SANEAR, no valor de R$ 3.338.140,40 (três milhões, trezentos e trinta e oito mil, cento e quarenta reais e quarenta centavos), com vigência de sessenta dias.
O outro procedimento investigatório trata da apuração e análise dos termos do projeto referente a Reforma Administrativa, pretendida pelo Prefeito Fernando Gomes, que inclusive foi discutida nesta tarde na Câmara de Vereadores.
Segundo o Promotor de Justiça, caso as informações  requisitadas não sejam enviadas no prazo, ou, haja uma recusa no envio, pode resultar em Ação de Exibição, Busca e Apreensão, além da ação Civil pública e ação criminal contra o gestor, presidente da Câmara, dentre as outras autoridades requisitadas.
Em relação ao concurso público realizado ano passado, o Ministério Público tem ação Civil pública instaurada contra o ex Prefeito Vane, pois foram identificadas inúmeras irregularidades na sua realização, o que pode acarretar na sua anulação por parte do atual governo.
No entanto, os classificados/aprovados podem entrar com  uma ação judicial para apreciação do Poder Judiciário.

Check Also

São João de Ubaitaba começa nesta quinta feira, 22, e segue até dia 24.

Na cidade de Ubaitaba, no sul do estado, começa hoje os festejos juninos que se …

Comentários pelo Face:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *