Conecte-se conosco

News

Vereadores denunciam caos no hospital de Ibirapitanga

Publicado

em

Os vereadores de oposição em Ibirapitanga, Guilardo (PP), Nego de Antônio Máximo (PP) e Ivan Come Sapo (PP) apresentaram grave denúncia está semana, contendo um vasto dossiê com inúmeras irregularidades, negligências, abandono e omissão do prefeito Ravan.

A denúncia se refere ao principal centro de saúde do município, o Hospital Municipal de Ibirapitanga. Como revela o título dessa reportagem, um verdadeiro “caos no hospital municipal de Ibirapitanga”.

A primeira parte da denúncia, que o iPolitica teve acesso, revela que a unidade hospitalar está lavando os materiais de uso descartável (TNT) para serem reutilizados. Vale ressaltar que a reutilização de materiais descartáveis pode gerar diversos riscos a saúde do paciente, como também ao profissional de saúde, principalmente o risco de transmissão ou infecção de vírus.

Em um vídeo, anexado a denúncia, mostra a copa (espaço de refeição), em péssimo estado de higienização. De acordo com a denúncia é possível encontrar facilmente baratas no espaço, o vídeo, inclusive, capta o inseto na mesa de refeição no momento da gravação. Além disso, foram registrados vários alimentos vencidos (podres) como tomates guardados em espaço irregular para conservação.

Outra preocupação relatada pelos parlamentares refere-se ao lugar de banhos dos bebês, como se verifica na imagem. O chuveiro elétrico da pia encontra-se absolutamente fora do padrão de segurança, com os fios de eletricidade expostos, o que pode gerar um grave acidente elétrico e fatal para o bebê, como também para o profissional de saúde.

Ainda segundo a denúncia, existe na parte externa do Hospital um verdadeiro ferro velho, aglomerando baratas, ratos e outros insetos. Já na parte interna, encontra-se uma estrutura em péssimo estado de organização, conservação, deteriorada, danificada e corroída, como portas, armários e mesas. Além de tudo isso, testes rápidos de gravidez já usados são encontrados facilmente sem nenhum tipo de descarte ou higienização. Os leitos estão com falta de camas, inclusive o leito 07 e para não deixar o espaço vazio foram colocados berços deteriorados.

A denúncia relata ainda, à qualidade da água de um dos bebedores do hospital, como se pode ver no vídeo, o cano que fornece a água para o bebedor está instalado diretamente na descarga de um vaso sanitário dentro do banheiro do hospital, ou seja, a água para consumo está instalada na descarga do banheiro.

Aliado a isso, os vereadores relatam a falta de materiais para os profissionais, como luvas, álcool em gel e máscaras. “O que está sendo denunciado é um verdadeiro crime contra a saúde pública do município e o que mais assusta é que o prefeito de Ibirapitanga, Dr. Ravan, é médico, como também o diretor do Hospital, Dr. Israel, seu sobrinho.”, crítica um dos parlamentares.

Os vereadores registraram que profissionais da saúde estão sendo contaminados pela COVID–19, “É um descaso deliberado da gestão municipal, recepcionista, motoristas, técnicos, enfermeiros entre outros são as vítimas do descaso da gestão.”, condenou outro vereador.

 

Notícias da Semana

Copyright © 2020 Ubaitaba.com.