Conecte-se conosco

Camamú

Ioná Queiroz elege presidente da câmara Prefeito de Camamu. Posse será dia 13 de setembro

Publicado

em

Em eleição suplementar (e fora de época), cerca de 17 mil eleitores compareceram as urnas no município de Camamu, Bahia, neste domingo, dia 1 de setembro para escolher o seu novo prefeito. 7.430 eleitores, ou 47,10% dos votos válidos elegerem Enoc Souza Silva (Patriota) e Renivaldo Vidal (MDB), respectivamente, para prefeito e vice-prefeito.

Após ter seu registro indeferido pelo TRE Bahia, dia 27/08, Ioná Queiroz, ex prefeita decide declarar seu apoio político ao ex presidente da câmara e prefeito interino e também candidato, Enock Souza, nas eleições suplementares à prefeitura de Camamu. Enock figurava em pesquisas internas na terceira colocação na preferência do eleitorado.

Disputavam a eleição de forma acirrada, Ioná Queiroz (PT) e Luizinho (DEM), maior opositor de Ioná no município. Com o apoio político de Ioná Queiroz, a tendência virou para Enock, mas as eleições continuaram bastante disputada, voto a voto. E só foi definida no último momento. Enock Souza venceu Luizinho por uma pequena vantagem de cerca de 500 votos.

A dúvida que muitos agora querem saber é se o grupo político de Ioná Queiroz vai ter vez no governo de Enock ou ele formará um grupo novo. A nova posse, de forma simbólica será no dia 13 de setembro já que Enock já é o prefeito da cidade desde o dia 29 de junho de 2019, quando Ioná Queiroz teve seu registro de candidatura (2016) indeferido pelo TSE e por consequência teve seu mandato cassado, com a chapa inteira e determinação de realização de nova eleição municipal.

O prefeito Enock cumprirá um “mandato tampão” que terá a duração de 1 ano e 4 meses. Em outubro de 2020, o município terá novamente eleições municipais juntamente com todo o país.

A pergunta que fica é se Ioná volta com força total, se seu grupo político ainda lhe terá fidelidade, se Enock irá agradar a população e se candidatará a reeleição e se Luizinho ainda será candidato após sua terceira derrota em eleições municipais. Como a política de Camamu é sempre imprevisível nem vale a pena apostar num palpite agora. Nós, do portal Ubaitaba.com, torcemos para que o novo governo seja próspero para o município de Camamu como foi o da ex prefeita Ioná Queiroz, ou ainda melhor, já que a cidade é muito carente de serviços públicos e muito necessitada dos serviços públicos.

A diplomação dos eleitos está prevista para o próximo dia 13 de setembro no Forúm Eleitoral da cidade. Já a posse, para cumprimento de mandato até dezembro de 2020, ocorrerá, na mesma data, na Câmara Municipal.

Durante a realização do pleito, nenhuma urna eletrônica precisou ser substituída. Ao todo, 92 equipamentos foram preparados para o pleito, sendo 21 de contingência.

As eleições em Camamu transcorreram de forma tranquila, sem grandes casos de violência, sem substituição das urnas e as pessoas puderam exercer a democracia escolhendo seus governantes.

Números

Dos 24.889 eleitores de Camamu, 17.039 (68,46%) compareceram as eleições suplementares deste domingo (1º/9) e 7.850(31,54%) se abstiveram. Do total de votos registrados, 1.006 (5,9%) foram votos nulos e outros 257 (1,51%) votos em branco.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário

Notícias da Semana

Copyright © 2020 Ubaitaba.com.